The extra in the ordinary

By Catarina Guimarães

Celebrating Spring with raw Tabouleh ~ Celebrando a Primavera com Tabule cru

Leave a comment

20150321-203136.jpg
(PLEASE SCROLL DOWN FOR ENGLISH VERSION)

Ontem foi o dia do equinócio, o início da Primavera, o dia de um eclipse solar e o dia de uma super lua nova. Não é interessante como a natureza alinha tudo tão bem e faz com que sejamos parte desta imensa coreografia orgânica?

A Primavera deixa-me sempre a pensar em como as árvores e todas as plantas sabem tão bem quando é a altura certa para florescer. Sabem sempre tudo o que precisam de saber, não é? Cada árvore sabe exactamente quem é, o que tem que fazer e quando tem que fazê-lo. Nem uma única dúvida.
Alguém alguma vez viu uma árvore a cometer um erro? Ups, desculpem lá, pensava que devia criar laranjas mas afinal parece que sou uma macieira. Posso tentar outra vez?
Não, nunca.

Como é que conseguem ficar ali, quietas, no silêncio, a ouvir, recebendo a verdade e tornando-se na verdade de um modo tão fácil? Talvez seja por isso ~ o silêncio transporta a verdade do todo. Talvez seja mesmo isso que nos impede de fazer o mesmo ~ o ruído, a tralha, o caos interior e exterior.

Quando foi a última vez que te sentiste um com o silêncio?
Nesse preciso instante, a dúvida amolece as suas garras em volta das nossas células…

É isso que eu adoro na meditação, mesmo que seja apenas sentar-me no silêncio durante um par de minutos e dizer: mostra-me o que preciso saber, mostra-me a verdade. E mesmo quando nada me é mostrado, acredito que isso serve o bem maior e que o que eu necessito me será mostrado na altura devida.

Porque eu desejo verdadeiramente ser como as árvores e as flores que estão tão sintonizadas com o universo que conseguem compreender esta lei que determina o momento certo para florir, como o oceano que nunca confunde as marés e sabe sempre qual será a próxima, como as baleias e os pássaros que sabem ao nascer qual a rota que têm que tomar. Eu desejo ser, de corpo e alma, parte integrante da primavera e de todas as estações.

20150321-203155.jpg
E deste modo venho partilhar uma receita especial que fiz para celebrar esta nova estação.

As minhas refeições crudívoras costumam ser muito simples, habitualmente um batido verde grande ou uma salada ainda maior mas de vez em quando apetece-me algo um pouco diferente e mais especial.

Este é o meu tabouleh (ou tabule) cru (outro prato do médio oriente como o Falafel). Costumo divertir-me a comer usando folhas de acelga como se fossem tacos. Se não forem grandes apreciadores de acelgas podem substituir por folhas de alface e se desejarem adicionar um pouco de gordura saudável à vossa refeição, sintam-se à vontade para juntar metade de um abacate delicioso.

E tenham em conta que eu gosto da minha comida com muito sabor, mas se vocês forem sensíveis no que toca a ervas aromáticas ou especiarias, cortem pela metade as quantidades que eu uso.

Uma das estrelas desta receita é a couve-flor. Sim, eu sei… Couve-flor, uma estrela? A sério? Eu sei que não é muito atraente mas este vegetal é um alimento poderoso.

A COUVE-FLOR é rica em vitaminas como a C (sistema imunitário, pele e dentes saudáveis), a K (ossos fortes, coagulação sanguínea saudável, combate infecções), vários minerais como o cálcio e é também uma boa fonte de proteína facilmente assimilada pelo nosso organismo.
É rica em omega 3 e vários outros nutrientes que fazem com que a couve-flor seja óptima para um sistema hormonal saudável porque consegue baixar os níveis de estrogéneo e aumentar os níveis de testosterona, no caso de estarem desequilibrados.
O consumo de couve-flor está associado à prevenção de vários cancros do sistema reprodutivo e até cancro do estômago.
É também uma boa opção para quem esteja a combater inflamações crónicas em qualquer área do corpo e é um óptimo alimento para ajudar a limpar o fígado e o baço, desintoxicando o sangue e todos os órgãos internos.

20150321-203210.jpg
Esta receita serve 1 pessoa.

Ingredientes:
(Se possível, biológicos)
1/2 couve flor grande
1 cup/chávena/xícara de tomates cereja
1 pimento vermelho grande
1 pepino grande
Sumo de 1/2 lima pequena
3 colheres de sopa de salsa fresca
3 colheres de sopa de coentros frescos
3 colheres de sopa de menta fresca
1 mão bem cheia de cebolinho
2 colheres de sopa de cominhos em pó
1 colher de chá de pimenta preta
Opcional: 1 ramo bem grande de folhas de acelga ou 1 alface para fazer os tacos

Instruções:
~ cortar a couve flor em floretes pequenos. Usando um processador de comida, triturar ligeiramente a couve flor juntamente com as ervas frescas. Se triturarem demasiado fica uma pasta e queremos que fique com a consistência do arroz.

~ deitar numa taça grande e adicionar os restantes vegetais cortados em pedaços muito pequenos.

~ juntar o sumo da lima e as especiarias em pó. Misturar muito bem e deixar ficar a descansar durante uns 15 minutos antes de comer, para que os sabores se entranhem bem em todos os vegetais.

~ cortar os caules das acelgas ou das folhas de alface. Deitar quantidades pequenas de tabouleh ao longo do centro de cada folha e depois enrolem a folha como se fosse um taco. Se preferirem podem comer o tabouleh directamente do vosso prato, usando apenas uma colher.

20150321-203227.jpg
ENGLISH:

Yesterday was the day of the equinox, the beginning of Spring, the day of a solar eclipse and the day of a super new moon. Isn’t it interesting how nature aligns everything so well and makes us all part of this big organic coreography?

Spring always makes me think about how trees and all plants simply know when it’s the right time to bloom. They always know everything they need to know, don’t they? Every single tree knows exactly who she is, knows exactly what she has to do and knows exactly when to do it. Not a single doubt. Have you ever seen a tree make a mistake? Oooops, sorry about that, I thought I was supposed to grow oranges but apparently it’s apples. Can I try again?
No, never.

How is it they just stand there, being, quiet, listening, and they receive the truth, they become the truth so effortlessly?
Maybe that’s why ~ the silence carries the truth of it all. Maybe that’s what prevents us to do the same ~ the noise, the cutter, the chaos within and without.

When was the last time you and silence became one? In that precise moment, doubt loosens it’s grip on our cells…

That’s why I love to meditate, even if it’s just to sit quietly in the silence for a few minutes and say: show me what I need to know, show me the truth. And even when nothing is shown to me, I trust it’s for the highest good and that what I need to know will come at the precise time I need it.

Because I truly desire to be like the trees and flowers that are so in tune with the universe, they deeply understand this law that decides when it’s the right time to bloom, like the sea that is never confused about the tide sand always knows which is next, like the whales or birds that are born knowing which route to follow. I desire to be a wholehearted part of spring and every season.

20150321-203248.jpg
And with this I’m sharing a special meal I made to welcome the new season.

I usually eat very simple raw meals, like huge green smoothies or salads but every once in a while I desire a little something more special.

This is my raw tabouleh (another middle eastern dish like Falafel) and I enjoy eating it in swiss chard boats that you can use like tacos. If you’re not a fan of swiss chard, feel free to substitute for lettuce leaves and if you want to add a little bit of healthy fats to your meal, just add half of a delicious avocado. Oh, and FYI, I like my food with tons of flavour so if you’re sensitive to spices or herbs, cut down the quantities I use by half or so.

One of the stars of this dish is cauliflower. I know… Cauliflower, a star? Really? it doesn’t look like much but this vegetable is quite the powerhouse.

CAULIFLOWER is very rich in vitamins like C (immune system, healthy skin and teeth) and K (strong bones, healthy coagulation and fights inflammation), several minerals including calcium and it’s also a good source for easily assimilated protein.
It’s rich in omega 3 and several other nutrients that make cauliflower so important for the hormonal system because it actually lowers your estrogen and increases your testasterone if you’re suffering from hormone imbalance.
It’s known to prevent several cancers related to the reproductive system and even stomach cancer. Cauliflower is also a good choice if you’re fighting chronic inflammation in any area of your body and it also helps cleanse the liver and spleen, detoxifying the blood and all of your organs.

20150321-203306.jpg
This recipe serves 1 person.

Ingredients:
(Organic if possible)
1/2 of a large cauliflower head
1 cup of cherry tomatoes
1 large red bell pepper
1 large cucumber
Juice from 1/2 of a small lime
3 tablespoons of fresh parsley leaves
3 tablespoons of fresh cilantro leaves
3 tablespoons of fresh mint leaves
1 big handful of chives
2 tablespoons of powder cumin
1 teaspoon of black pepper
Optional: 1 big bunch of swiss chard leaves or 1 head of lettuce for the tacos

Directions:
~ cut the cauliflower into small florets and place it in a food processor with all the fresh leaves. Process just a little bit. If you process for too long it will turn into a paste and we need it to have a rice like consistency.

~ put it in a large bowl and add the remaining vegetables, all chopped into really small pieces.

~ add the lime juice and spices and mix it very well. Just let it sit for 15 minutes or so before you eat it. This way all the ingredients will soak up the flavor of the herbs and spices.

~ cut the stems of the swiss chard or lettuce leaves. Place a small amount of tabouleh right along the middle of each leaf and then roll it like a taco. Or you may eat it directly from your plate using a spoon.

20150321-203324.jpg

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s