The extra in the ordinary

By Catarina Guimarães

Aloe vera, balm for the skin and digestive system ~ Aloé vera, bálsamo para a pele e para o sistema digestivo

2 Comments

20160410-172341.jpg
(PLEASE SCROLL DOWN FOR ENGLISH VERSION)

Agora que a Primavera começou e o sol voltou a brilhar, começo lentamente a sentir vontade de sair desta minha hibernação e ando um bocadinho mais activa (ênfase na palavra bocadinho).

Até voltei a sentir o chamamento para escrever, coisa que não tenho feito desde o início do ano, nem aqui no blog, nem nos meus diários ou blocos de notas, nada.

A falta de sol afecta-me sempre de tal maneira que este ano até resolvi começar a tomar um suplemento de vitamina D no inverno, apesar de não ser grande apologista de andar a tomar comprimidos. Mas sinceramente, acho que me ajudou a não me sentir tão cinzenta como nos outros anos e a ver uns raiozinhos de sol, mesmo que só através da neblina.

E como andei a ler que a lua nova da passada quinta-feira marcou o início do ano novo lá nos céus, pareceu-me uma boa altura para ressuscitar o blog que, verdade seja dita, já quase me tinha esquecido de que existia.

Comecei este novo ano astrológico a dançar, algo que sempre me saíu muito naturalmente e que me traz as melhores das sensações. O ritmo é como que uma linguagem que me permite desligar o cérebro e deixar o corpo falar com fluidez e desprendimento, dizendo o que bem entender.
Mas desta vez pus-me no desafiante mas também prazeroso papel de principiante e comecei a aprender uma arte nova: dança do ventre!

Há muito tempo que não fazia algo pela primeira vez e senti que estava na altura de sair da minha zona de conforto e expandir a minha realidade. Coisa que aconselho a tod@s, o mais possível e com bastante frequência.

Mas voltando ao blog, hoje lembrei-me de vos escrever sobre uma das minhas plantas preferidas para usar tanto directamente na pele, como na comida. Prometi a mim mesma que o texto seria curto e simples, por isso, cá vai…

Acho que já toda a gente ouvi falar de aloé vera, já que ouve uma fase nos anos 90 em que não se falava de outra coisa! Em Macau nessa altura havia várias marcas australianas de sumos de aloé vera e eu era viciada!
Mas mesmo assim ainda continuo a descobrir coisas sobre este cacto, até hoje.

É um dos meus remédios preferidos para a pele e para os intestinos. Sim, intestinos!

Attachment-1
~ Como fazer?
Depois de lavar, corto um bocado da folha do cacto (cerca de 5cm) e abro esse pedaço ao meio.
Raspo com a faca no interior de cada uma das metades e deixo cair o gel para um pequeno copo. Faço sempre isto imediatamente antes de usar.

~ Para usar na pele:
Basta pôr esse gel directamente na cara ou no corpo, antes de ir dormir. Acreditem que faz milagres… Acalma, hidrata, suaviza.
A seguir ao óleo de côco e à manteiga de karité, é o melhor amigo da minha pele, principalmente no Inverno. É óptimo para proteger e nutrir a pele que anda a sofrer com este vento gelado que ainda anda por cá. Deixa uma camadinha muito suave que não é gordurosa nem pegajosa e também não tem nenhum cheiro esquisito.

~ Para comer:
Deito o gel para a liquidificadora, adiciono os outros ingredientes do batido, trituro e já está.
Não tem um sabor propriamente dito e também não muda a consistência habitual do batido.

~ E porque é que como aloé vera?
Porque é anti-inflamatório e ajuda a alcalinizar e a acalmar o organismo.
Ajuda a melhorar todo o tipo de problemas digestivos e intestinais, melhora a assimilação dos nutrientes dos alimentos e ajuda a eliminar o que não precisamos.
Também protege o corpo do stress e ajuda a recuperar de fadiga e desgaste muscular. Podem ler sobre esta planta e muitas noutras neste site maravilho do Medical Medium (só em inglês).

Não faço isto todos os dias, até porque não tenho a planta em casa e às vezes esqueço-me de ir lá fora apanhar. Mas pelo menos uma vez por semana tento fazê-lo.

Há muita gente que tem um vaso pequeno em casa com o aloé vera e vai tirando pedaços. Eu vivo numa zona com muitas destas plantas na rua e vou tirando uma folha grande de vez em quando.

Dá para guardar o resto em cima da bancada ou no frigorífico e aguenta muito bem cerca de uma semana.

Se preferirem comprar o gel numa loja, aconselho-vos a lerem com muita atenção os ingredientes porque costumam ter surpresas pouco ou nada saudáveis.

20160410-172154.jpg
ENGLISH:

Now that Spring is here and the sun is shining once again, I’ve started to slowly feel the need to escape my hibernation and be a little bit more active (emphasis on little bit).

I’ve even been feeling the calling to get back to writing, something I haven’t done at all since the beginning of the year, not here on the blog, not on my journals or my note books, nothing.

The lack of sunshine afects me so much every year that I decided to take a Vitamin D supplement this winter, even though I’m not a big fan of taking pills.
But to be honest, I think it actually helped me not to feel so gray like I usually feel during this time of year, and it helped me find a few rays of sunshine, even if only through the fog.

And I decided to revive the blog when I was reading how last week’s new moon marked the start of the new year up in the heavens. I must confess that I almost forgot I had a blog but the timing felt right.

I started this astrological new year dancing, something that comes to me very naturally and always showers me with the most joyous sensations. But this time around I chose the role of the beginner, which is challenging and very pleasurable at the same time. So I decided to start learning a new art: belly dance!

It’s been quite some time since I tried something for the first time and ventured outside my comfort zone but I needed to expand my reality once more. And I really advise everyone to do it as often as possible.

But back to the blog. Today I wanted to write about one of my favorite plants and how I use it in my food and on my skin. I promised myself I would keep it short and simple, so here it goes…

I’m guessing that everybody has already heard about aloe vera, specially since there was a time in the 90s when it was all over the place. During those years in Macau there were a lot of australiana companies that sold aloe vera juice and I was completely addicted!

But even today, I’m still learning new amazing things about this cactus.
It’s one of my favorite remedies for the skin and gut. Yes, gut!

20160413-212545.jpg
~ How?
I wash the leaf, cut a small piece (about 5cm) and open it in half. I use a knife to scrape the inside of both halves and I let the gel drip into a small glass. I do this right before using it.

~ Skin:
Just apply the gel directly to face and body right before going to sleep.
Trust me, it works miracles… It’s calming, moisturizing and softening.
After coconut oil and shea butter, this is my friends best friend, specially during the winter. It’s great to protect the skin from the ice cold wind that is still around here. It leaves a small layer on the skin but it’s not greasy and it doesn’t have any weird smell.

~ Eat it:
Put the gel in your blender and add all the other ingredients for your smoothie ingredients, blend and that’s it. It doesn’t have any specific flavor and it doesn’t change the texture of your smoothie.

~ But why do I eat aloe vera?
Because it’s anti inflammatory and it’s alcaline.
It improves all types of digestive and intestinal problems, it enhances how we assimilate nutrients and it helps flushing out what we don’t need.
It also protects the body from stress and it makes it easier to recover from fatigue and muscular strain. You can read a lot more about this plant and many others on Medical Medium’s awesome site.

I don’t use it every single day because I tend to forget to go outside and pick an aloe leaf. But I try to do it once a week or so.

A lot of people have aloe in a plant pot indoors and take pieces of it as needed but I live in an area with lots of it outside so I just pick one long leaf every now and then.
You can keep it in the kitchen and even in the fridge for about a week.

If you’re thinking about purchasing the bottled gel please check all the ingredients of the product because there are usually some not so healthy surprises.

20160410-172405.jpg

Advertisements

2 thoughts on “Aloe vera, balm for the skin and digestive system ~ Aloé vera, bálsamo para a pele e para o sistema digestivo

  1. também tenho uma planta de aloe vera dos açores a crescer na minha varanda. deram-me um pezinho há poucos meses e tem-se desenvolvido rapidamente. gostava apenas de saber se com qualquer aloe vera posso fazer os tratamentos que recomendas, incluindo comer. obrigada!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s