The extra in the ordinary

By Catarina Guimarães


Leave a comment

Celebrating the 1st birthday with a giveaway! ~ Vamos celebrar o 1 aniversário com um passatempo!

20150503-210152.jpg
(PLEASE SCROLL DOWN FOR ENGLISH VERSION)

Actualização: este passatempo já terminou e os vencedores foram anunciados na minha página de facebook. Por favor enviem-me mensagem com a morada para entrega do prémio até 12 de Junho 2015. Obrigada a todos os que participaram!

Este mês celebro o primeiro aniversário deste blog que me tem proporcionado uma partilha tão interessante com tantas almas do outro lado desta coisa espantosa que é a internet.

The extra in the ordinary começou devido a uma necessidade pessoal de redescobrir a minha criatividade e comunicar com o mundo de um modo totalmente diferente do que tinha feito até esse momento.

Ao longo destes 12 meses fui brindada com inúmeros desafios e tanto retorno que têm alimentado uma motivação especial para continuar a partilhar esta minha viagem através desta plataforma.

Para agradecer a vossa generosidade e brindar a esta troca de energia internauta, resolvi celebrar este aniversário com um passatempo que preparei com muito amor e carinho para vos oferecer alguns produtos que adoro:

~ Prémio 1
• Açaí em pó
• Chlorella
• Amoras Brancas secas
• E ainda um saco de juta
(Oferta da Iswari)

20150503-210405.jpg
~ Prémio 2
• Sabonete de Rooibos e Litsea Cubeba (com Azeite, óleo de côco, água, NAOH, linhaça, óleo essencial de litsea cubeba, rooibos, maçã e canela)
• 3 discos perfumados (com cera de soja, óleo essencial de erva príncipe e flores)
• Bain de Fleurs (aveia, sabonete granulado e flores)
(Oferta da Saponina)

20150503-210312.jpg
~ Prémio 3
• Óleo essencial de alfazema (100% puro e biológico)
(Oferta do Círculo Bio)

20150503-210223.jpg
~ Condições e regras de participação:

O passatempo é na minha página de Facebook e está aberto a todos os residentes em Portugal Continental.

Para participar, basta “gostar” da minha página de Facebook e na foto do passatempo.

Deixem um comentário na foto com o Tag de 3 amigos que gostassem de participar no passatempo e com a resposta a esta questão:
Qual é a tua maneira preferida de tornar um dia mau num dia extraordinário?

Partilhem publicamente esta foto no vosso mural pessoal.

Por fim, basta “gostar” da página dos 3 patrocinadores (links na foto).

Os prémios irão para os autores das 3 frases que eu gostar mais!

Podem participar várias vezes durante os dias 5 de Maio de 2015 a 25 de Maio de 2015.
Os vencedores serão anunciados na minha página de Facebook dia 26 de Maio de 2015.
Os prémios serão enviados por correio normal.

Feliz aniversário, inspirem-se e boa sorte!

20150505-011258.jpg
ENGLISH:

Update: this giveaway has ended and the winners have been announced in my facebook page. Please message me with your address until the 12th of June 2015 so I can mail you the prize. Thank you so much to everyone that took part!

This month I’m celebrating the first birthday of this blog that has provided such an interesting place of sharing with so many souls on the other end of this amazing thing that is the internet.

The extra in the ordinary started from a personal need to rediscover my creativity and to communicate with the world in a completely different fashion from what I had tried before.

For the past 12 months I’ve been rewarded with so many challenges and with so much feedback that fuel a very special drive to keep on sharing my personal journey with you, through this platform.

I wanted to thank you for your generosity and to toast to this online energy exchange so I worked with lots of love and kindness to put together a giveaway!
You may win some of my favorite products:

~ 1st Prize
• Raw powdered acai
• Chlorella
• Dried mulberries
• And a jute bag
(Offered by Iswari)

20150503-210405.jpg
~ 2nd Prize
• Rooibos and Litsea Cubeba Soap bar (with olive oil, coconut oil, water, NAOH, flax, litsea cubeba essential oil, rooibos, apple and cinnamon)
• 3 scented discs (with soy wax, lemongrass essential oil and flowers)
• Bain de Fleurs (with oats, granulated soap and flowers)
(Offered by Saponina)

20150503-210312.jpg
~ 3rd Prize
• Lavender essential oil (organic and 100% pure)
(Offered by Círculo Bio)

20150503-210223.jpg
~ Rules and conditions:

The giveaway takes place on my Facebook page and is open to residents in mainland Portugal only.

To take part you must like my facebook page and the photo of the giveaway.

You must leave a comment on the photo, tag 3 of your friends that would enjoy to take part in the giveaway and answer the question:
What’s your favorite way to turn a bad day into an extraordinary one?

Then you must share the photo (publicly) on your profile and like the pages of our 3 sponsors (links in photo).

The prizes will go to the authors of my 3 favorite answers!

You may participate as often as you like from May 5, 2015 until May 25, 2015. The winners will be announced on my Facebook page during the 26th of May.
The prizes will be shipped on regular mail.

Happy birthday, get inspired and good luck!


2 Comments

Chocolate and mint raw cake (nut-free) + Growing older without aging ~ Bolo cru de chocolate e menta (sem frutos secos) + Ficar mais velho sem envelhecer

20150227-010140.jpg
(PLEASE SCROLL DOWN FOR ENGLISH VERSION)

Hoje partilho convosco a receita para o bolo que fiz para o meu aniversário na semana passada. Não sou uma grande fã de celebrar aniversários, talvez porque sempre tive uma relação estranha com a minha idade.

Aliás, sempre tive uma relação estranha com os números e com tudo o que tenha a ver com números. Matemática foi mesmo a única disciplina em que alguma vez chumbei na escola e isso diz muito sobre como é difícil relacionar-me com números.
Não me perguntem porquê! Ainda não consegui descobrir. Ainda!

Mas de volta à questão da idade, não é por eu não gostar de ficar mais velha ou por ter medo de ficar mais velha. Eu até considero que ficar mais velho é um privilégio que nem toda a gente tem a sorte de ter. Ainda esta semana o mundo me relembrou isso, com a partida súbita e muito triste de uma amiga. Eu dou valor ao meu tempo aqui e não tenho medo algum de ficar mais velha, de todo.

O problema, para mim, é que não me consigo identificar com a minha idade, nem agora nem nos últimos 13 ou 15 anos, mais coisa menos coisa. Sempre aparentei ser mais jovem do que a minha idade cronológica e isso parece criar reacções muito confusas nas outras pessoas devido ao hábito de terem ideias muito fixas sobre o que uma determinada idade significa ou deveria significar. Muitas vezes não sabem em que “caixinha” preconcebida me podem enfiar.

A verdade é que não me costumo identificar com pessoas da minha idade, havendo algumas excepções, como é óbvio. Quando me vejo ao espelho ou quando digo a minha idade em voz alta, parece-me sempre que alguém fez asneira e se enganou no número. Estou constantemente a esquecer-me de quantos anos tenho e o raio do número não me diz coisíssima nenhuma.

A boa notícia é que eu costumava sentir-me um tanto ou quanto culpada por ser assim mas agora descobri que até é uma atitude muito boa e saudável de se ter!

Segundo a Dra. Christiane Northup, o que nos faz envelhecer são as nossas crenças sobre a idade e sobre o nosso corpo e não a biologia ou a genética.

Tal como ela diz, ficar mais velho é inevitável mas envelhecer é uma opção.
Por isso, a nossa idade biológica não tem que corresponder à nossa idade cronológica. Ora aqui está algo que faz todo o sentido para mim!

Aquilo em que acreditamos é que determina a nossa saúde e juventude! Por isso podemos parar de culpar a nossa idade por isto ou por aquilo e começar a mudar os nossos pensamentos e ideias para criar mais saúde e beleza nas nossas vidas. Que crenças pessoais e culturais nos estão a impedir de viver uma vida melhor?

Será que acreditam que aos 35 já estão velhos demais para aprender uma nova profissão? Que aos 40 anos já não se pode ter filhos? Que aos 45 já não se podem apaixonar? Que as pessoas perdem valor e poder quando se reformam? Quantas crenças negativas e tão limitadoras teremos sobre a idade? Aposto que muitas, certo?

E, para além disso, é a nossa própria história, a nossa biografia que acaba por criar a nossa biologia. Ao praticar o estar conscientemente ligados à nossa energia, emoções e pensamentos, conseguimos mantê-los positivos e constructivos para co-criarmos a nossa saúde diariamente:

“Desta forma é a nossa biografia – ou seja, as experiências que constituem a nossa vida – que se torna a nossa biologia. (…) As emoções dessas experiências ficam codificadas nos nossos sistemas biológicos e contribuem para a formação de tecido celular, que irá por sua vez gerar uma qualidade de energia que reflecte essas emoções.”
Caroline Myss, Anatomia do Espírito

Por isso, decidi seguir os conselhos da Dra. Northup e continuar a sentir-me jovem e vibrante, independentemente das opiniões de terceiros sobre a minha idade e como devo ou não devo ser.

Para além disso, vou continuar a seguir a minha intuição e manter-me longe de gente que só gosta de se queixar da idade, saúde e vida em geral. Eu prefiro focar o meu tempo e energia naquilo que adoro e não naquilo que detesto.
Ainda no outro dia uma amiga minha comentava que eu estava a começar a ficar velha demais para ter filhos mas eu sosseguei-a logo. Se cientistas de todo o mundo me garantem que o nosso corpo se renova totalmente a cada 7 anos, então estes meus ovários ainda só têm 5 anos e não precisam de ter pressa nenhuma!

O melhor de tudo é o conselho da Dra Northup para deixar de dizer a nossa idade e para começarmos a responder: eu não tenho idade!
Que tal? Muito bom, não é? Se este assunto vos interessa, espreitem este vídeo com informação de qualidade e bem divertido (infelizmente, só está disponível em inglês).

20150227-010159.jpg
E agora vamos ao bolo! Bolo cru, saudável, delicioso e baixo em gordura de chocolate, matcha e menta!
Vamos a isso!

Eu adoro chocolate e fiquei inspirada para fazer a massa do bolo desta maneira depois de ler uma receita de queques crus da Emily do This Rawsome Vegan Life. Tive que fazer algumas adaptações mas resultou lindamente, numa massa muito fofa e bem cremosa!

Ingredientes:
(Se possível, biológicos)
Primeira camada
1/4 cup/chávena/xícara de água
2 colheres de sopa de chia
1/2 cup/chávena/xícara de amoras brancas secas (usei Iswari)
1/2 cup/chávena/xícara de côco ralado
1/2 cup/chávena/xícara de tâmaras (sem xaropes)
1/2 cup/chávena/xícara de água
1 colher de sopa de matcha em pó (usei Iswari)
1 ou 2 gotas de óleo essencial de menta (100% puro e biológico)
Segunda camada
1/4 cup/chávena/xícara de água
2 colheres de sopa de chia
1/2 cup/chávena/xícara de amoras brancas secas (usei Iswari)
1/2 cup/chávena/xícara de côco ralado
1/2 cup/chávena/xícara de tâmaras (sem xaropes)
1/2 cup/chávena/xícara de água
4 colheres de sopa de alfarroba em pó
Para decorar
2 kiwis maduros

20150227-010251.jpg
Instruções:
Primeira camada

~ numa taça ou copo juntar a chia com 1/4 cup/chávena/xícara de água para a chia inchar

~ entretanto, triturar o côco e as amoras num processador de comida ou liquidificadora potente. Deitar numa taça e deixar de lado.

~ triturar as tâmaras (sem caroços) e o resto da água. Deitar esta mistura na taça com o côco e as amoras e misturar muito bem. Juntar a chia já bem inchada e voltar a misturar.

~ por fim, adicionar a menta e a matcha e misturar até ficar uma massa com cor homogénea.

~ deitar a massa numa forma de bolo redonda e pequena (a minha tinha 15 cm) forrada com papel vegetal. Nunca usar formas de plástico ou silicone quando se usa óleos essências. Pressionar bem a massa e nivelar.

~ cortar rodelas fininhas de kiwi (sem casca) e colocar por cima da primeira camada, tapando-a totalmente. Deixar no congelador enquanto preparam a segunda camada.

Segunda camada
~ Repetir os passos 1, 2 e 3 da primeira camada.

~ por fim, adicionar a alfarroba e misturar até ficar uma massa com cor homogénea.

~ tirar o bolo do congelador e deitar a segunda camada por cima dos kiwis. Pressionar bastante e nivelar o mais possível.

~ cortar mais rodelas de kiwi e decorar a parte de cima do bolo.

~ tapar o bolo com mais papel vegetal e deixar no congelador durante 3 ou 4 horas. Retirar do congelador, retirar da forma e por o bolo no prato. Deixar no frigorífico cerca de 10/15 minutos antes de servir.

20150227-010233.jpg
ENGLISH:

Today I’m sharing the recipe for the raw cake I made for my birthday last week. I’m not a big fan of birthday celebrations, maybe because I’ve always had a weird relationship with my age.

Actually, I’ve always had a weird relationship with all numbers and anything that revolves around numbers. Math was the only class I ever failed in school and I think it says a lot about how hard it is for me to relate to numbers. Don’t ask me why, because I haven’t figured it out. Yet!

But, back to the age issue, it’s not that I don’t like getting older or that I’m afraid of it. I actually feel that growing older is a privilege that a lot of people don’t get to experience. Just this week I was reminded of that with the sad news of a friend’s sudden passing this week. I do value my time here and I’m not afraid of getting older, no.

The problem for me is that I don’t identify myself with my age, not right now and probably not for the past 13, 15 years, maybe. I’ve always looked younger than my chronological age and that creates a lot of confusing reactions from people due to their habit of having such strong ideas of what a specific age means or should mean. Sometimes they just don’t know what little preconceived “box” they can put me in.

The truth is I don’t usually identify myself with people my age, with a few exceptions, of course.
When I look in the mirror or say my age out loud, I can’t help but think someone made a huge mistake. I keep forgetting how old I really am and the whole number doesn’t make any sense to me.

The good thing is that I used to feel somewhat guilty about this but now I’ve found out it’s actually a really good and healthy atitude to have! According to Dr Christiane Northup, our beliefs about our body and age are what makes us old and not our biology or genes.

Like she says, growing older is inevitable but aging is optional! So our biological age doesn’t have to be the same as our cronological age. Now, that’s something I can relate to!

It’s what we believe that determines how young and healthy we are! So we can just stop blaming our age for this or that and change our thoughts and ideas to create more health and beauty in our lives.

What personal and cultural beliefs are stopping us from living a better life? Do you think a 35 year old is to old to learn a new profession? Do you think a 40 year old is to old to have a baby? Do you think a 45 year old is to old to fall in love? Do you think you’ll lose your power and value after retirement? How many negative and limitative beliefs do we have about age? I’m guessing we have a lot, right?

Not only that, but our own story, our very own biography is ultimately what creates our biology. And by being mindful and connected to our energy, emotions and thoughts and making sure they are positive and constructive we can actively co-create our health every single day:

“In this way your biography – that is, the experiences that make up your life – becomes your biology. (…) The emotions from these experiences become encoded in our biological systems and contribute to the formation of our cell tissue, which then generates a quality of energy that reflects those emotions.”
Caroline Myss, Anatomy of the Spirit

So I’ve decided to take Dr Northup’s advice and stick with feeling young and vibrant regardless of people’s opinion about my age and how I should or shouldn’t act. And I’m also going to keep following my intuition and stay away from people that love complaining about their age, health and overal life.
I’d rather focus my energy and time on what I Love instead of what I hate.

Just the other day one of my friends was saying that she believes I’m getting too old to have children but I reassured her that scientists have proven that our body totally renews itself every 7 years. So that means my ovaries are only 5 years old now and I see no reason whatsoever to rush.

But the best thing is this: Dr. Northup actually says we should stop saying our age and just answer any age related questions with “I’m ageless!” How about that? Isn’t that amazing?
If you’re interested in this topic, I highly suggest you watch this video with lots of quality information.

20150227-010316.jpg
And now it’s time for cake! Raw, healthy, delicious and low fat chocolate matcha mint cake! Let’s do it!

I love chocolate and I felt inspired to make the cake dough like this after reading a recipe for chocolate muffins by Emily from This Rawsome Vegan Life. I made some adaptations and it turned out really good, very moist but light!

Ingredients:
(Organic, if possible)
First layer
1/4 cup of water
2 tablespoons of chia seeds
1/2 cup of dried mulberries (I used Iswari)
1/2 cup of desiccated coconut
1/2 cup of dates (without added syrups)
1/2 cup of water
1 tablespoon of matcha powder (I used Iswari)
1 or 2 drops of 100% pure and organic peppermint essential oil
Second layer
1/4 cup of water
2 tablespoons of chia seeds
1/2 cup of dried mulberries (I used Iswari)
1/2 cup of desiccated coconut
1/2 cup of dates (without added syrups)
1/2 cup of water
4 tablespoons of carob powder
For the topping
2 ripe kiwis

20150227-010342.jpg
Directions:
First layer
~ in a cup or glass stir in the chia with 1/4 cup of water and let it get swollen

~ use a food processor or high speed blender to grind the mulberries with the coconut to make a flour. Set aside in a bowl.

~ process the dates (remove seeds first) with the remaining water and pour this paste into the bowl with the coconut and mulberries. Add the swollen chia and mix everything well

~ add the matcha and the mint essential oil and mix everything really well until you get a dough with an even colour and consistency

~ place this dough in a small round cake mold or tin (mine was about 15cm / 5.9 inches) covered in parchment paper. Never use plastic or silicone molds when using essential oils. Press it down very well and keep it levelled as much as possible

~ cut very thin slices of kiwis (without the peel) and cover the first layer with it

~ place the cake in the freezer while you prepare the second layer

Second layer
~ repeat steps 1, 2 and 3 from first layer

~ finaly, add the carob powder and mix everything really well until you get a dough with an even colour and consistency

~ take the cake out of the freezer and pour the second layer on top of it. Press it down really well and keep it levelled as much as possible

~ cut more thin slices of kiwis (without the peel) and cover the second layer with it.

~ cover the cake with some more parchment paper and place it in the freezer for about 3 to 4 hours. Then take it out of the tin, place it in a plate and leave it in the fridge for about 15 minutes before serving.


14 Comments

My homemade tooth paste ~ A minha pasta de dentes caseira

20141016-230652.jpg
(Please scroll down for english version)

Hoje vou partilhar convosco a receita de pasta de dentes que tenho usado nos últimos 2 ou 3 anos. Não conheço muita gente que faça pasta de dentes em casa mas para mim foi a melhor opção e tem funcionado lindamente. Fica muito barato, dura muito tempo, é fácil de preparar e é muito saudável.

Mas vamos começar pelo início!
Tudo começou quando senti uma necessidade de tomar consciência sobre os produtos que usava diariamente na minha higiene, nomeadamente porque queria comprar produtos saudáveis e que não fizessem testes em animais. E assim, pela primeira vez na minha vida, peguei numa pasta de dentes e li os ingredientes.

Primeiro fiquei espantada por ver a quantidade interminável de ingredientes com nomes impronunciáveis e depois fiquei horrorizada quando comecei a perceber o que eram esses mesmos ingredientes!

Apesar de ser um produto que toda a gente consome com o intuito de manter a higiene e promover a saúde, as pastas de dentes têm substâncias como Lauriléter Sulfato de Sódio (SLS), Sacarina (sim, aquele adoçante artificial!), propilenoglicol, dietanolamina (DEA), flúor ou triclosan que estão relacionadas com um rol enorme de problemas de saúde, desde irritações na pele, desmineralização dos dentes, danos no fígado e rins, danos nas células do cérebro, desequilíbrios hormonais, diminuição de fertilidade e, claro, vários tipos de cancro. Para além de tudo isto, revelou-se difícil encontrar marcas que não testassem em animais.

20141016-230729.jpg
Perante isto, achei melhor deixar de contribuir para essa indústria e decidi fazer a minha pasta de dentes caseira.

Andei vários meses a pesquisar receitas e vi muitas com ingredientes bizarros e difíceis de encontrar.
Mas eu queria algo simples e que pudesse fazer em qualquer lado.

Acabei por experimentar esta e nunca mais mudei porque funciona perfeitamente para mim.
Sinto sempre a boca limpa e fresca (mesmo quando acordo de manhã) e nunca tive qualquer problema desde então. Eu nunca tive grandes problemas dentários, excepto uma cirurgia gigante há cerca de 12 ou 13 anos onde me submeteram a uma anestesia geral para remover 4 dentes inclusos. Fora isso, a minha grande queixa sempre foi a sensibilidade extrema ao frio ou calor, mas fiquei livre disso desde que fiz a transição para a pasta caseira.

Obviamente que a alimentação também contribui para uma boa saúde oral e eu não consumo alimentos prejudiciais como por exemplo produtos com açúcar processado.

20141016-230752.jpg
Os ingredientes que uso nesta receita são grandes aliados da saúde oral (e não só!):

~ O óleo de côco tem um poder anti-bacteriano potente e ainda tem a capacidade de matar fungus, parasitas e até vírus. Assim protege-nos contra infecções que atacam as gengivas e os dentes.

~ O bicarbonato de sódio tem uma textura óptima para este propósito e tem a capacidade de polir os dentes, deixando-os mais claros e sem manchas e ainda combate o mau hálito.

~ Os óleos essenciais que escolhi dão um cheiro e sabor muito agradável mas também são anti-inflamatórios e anti-sépticos.

20141016-230808.jpg
Ingredientes:
1/2 cup/chávena de óleo de côco (biológico, de pressão a frio)
1/2 cup/chávena de bicarbonato de sódio
Cerca de 10 ou 15 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta ou eucalipto (biológico, 100% puro)

Instruções:
O óleo de côco solidifica quando a temperatura está baixa mas dá para derreter em banho Maria.
Junto todos os ingredientes num frasco de VIDRO (nunca de plástico) e misturo muito bem antes de fechar com a tampa. Quando é altura de lavar os dentes, molho a escova nesta pasta (basta pouca quantidade) e esfrego os dentes como sempre fiz.

20141017-152156.jpg

20141016-230844.jpg
English:

Today I’m sharing the recipe for the toothpaste I’ve been using for the last 2 or 3 years. I don’t know a lot of people that use homemade toothpaste but it works wonderfully for me and I feel like it’s the best option. It’s cheap, it lasts a long time, it’s easy to prepare and it’s healthy.

But let’s start from the beginning!
It all started when I first felt the need to become more aware of the products I was using on my daily hygiene routine, mostly because I wanted to make sure everything was healthy and cruelty-free. So, for the first time in my life, I picked up my toothpaste and actually read the ingredients.

First I was stunned with the huge amount of unpronounceable ingredients but afterwards I was horrified when I came to understand what those ingredients really are and what they do to our bodies!

Even though toothpaste is a product most people buy to maintain their hygiene and improve their health, it’s filled with substances such as Sodium Laurel Sulfate (SLS), saccharin (yes, that artificial sweetener!), propylene glycol, diethanolamine (DEA), fluoride or triclosan that have been linked to a bunch of health issues like skin irritation, demineralization of teeth, damage to kidneys, liver and brain cells, hormonal unbalance, loss of fertility and, of course, several types of cancer.
In addition to all that, it was hard to find brands that didn’t test on animals.

20141016-230910.jpg
By then I was ready to stop contributing to that industry and decided I was going to mak my own homemade toothpaste.

I spent several months researching recipes but most had bizarre ingredients that seemed hard to find. What I wanted was something simple that I could easily put together anywhere.

When I tried this recipe it worked wonderfully and I have never felt the need to change it since then.
My mouth always feels clean and fresh (even when I wake up in the morning) and I haven’t had a single problem. I never had big dental issues growing up, except for a major surgery 12 or 13 years ago when I was submitted to a general anesthethic in order to remove 4 impacted teeth. Other than that, my only complaint was extreme sensitivity to cold or hot substances but that disapeared when I switched to this homemade paste.

I think it goes without saying that the food we eat has a tremendous impact on dental health and I don’t eat harmful things like processed sugar.

20141016-230926.jpg
The ingredients I use in this recipe are great for our dental and general health:

~ Coconut oil is a powerful antibacterial and is also knowned for killing fungi, parasites and even viruses. It protects us from infection of teeth and gums.

~ Baking soda has a great texture and it also has the ability to polish teeth, getting rid of stains. It keeps the teeth white and prevents bad breath.

~ the essential oils I chose give a nice flavor and scent and are antiseptic and anti-inflammatory.

20141016-231021.jpg
Ingredients:
1/2 cup coconut oil (organic and cold pressed)
1/2 cup de baking soda
About 10 to 15 drops of peppermint or eucalyptus essential oil (100% pure and organic)

Directions:
When it’s cold the coconut oil becomes solid but I melt it using the Bain Marie technic (water bath).
I put everything in a GLASS jar (never plastic) and mix it really well before closing the lid.
When it’s time to brush my teeth, I just dip my toothbrush in the jar (a small quantity goes a long way) and brush my teeth like I’ve always done it.

20141017-152156.jpg


Leave a comment

Citronella oil, Nature’s insect repellent ~ Óleo de citronela, repelente natural de insectos

20141010-002317.jpg
(Please scroll down for english version)

Este óleo essencial é um dos que fazem parte do meu “kit” caseiro e que uso com muita frequência. É feito de uma planta com um cheiro muito fresco e agradável que faz lembrar limão e tal como outros óleos essenciais, também é anti-séptico, anti-fúngico e anti-inflamatório.
Mas é um óleo muito famoso principalmente por ser um repelente natural, tanto de insectos como de má energia.

~ Eu costumo usar um difusor com algumas gotinhas de óleo e é o suficiente para aliviar a energia em casa e mandar os mosquitos e melgas embora. Não mata os insectos e faz com que eles fujam pelas janelas abertas.
Eu gosto de viver numa casa com janelas abertas, seja verão, inverno, dia ou noite. Preciso de sentir o vento a tocar nos cantos da casa, a renovar as energias que se vão acumulando. Sinto-me melhor quando consigo sentir o ar que existe dentro dos quartos a deslocar-se com a força da natureza, como que a regenerar o interior da casa. Mas isso também acaba por convidar muitos insectos cá para dentro que gostam muito de me picar! Isto acontece sobretudo na hora do pôr do sol ou à noite e é nessas alturas que uso o difusor.

~ Também se pode usar na pele para nos protegermos dos insectos quando anda na rua.
Tal como o óleo essencial de oregãos, este óleo não deve ser aplicado directamente na pele sem antes ser diluído num óleo vegetal de base (óleo de amêndoas doces, jojoba, côco, etc). Se não diluirmos antes de o aplicar, corremos o risco de irritar bastante a pele ou até de a queimar.
Basta deitar 1 gota de óleo de citronela e misturar com uma colher de chá de óleo base e esfregar na pele que fique exposta aos mosquitos.

~ Pode ainda ser usado dentro de casa para evitar traças. A maneira mais comum é deitar 1 ou 2 gotinhas numa bola de algodão e colocá-la onde costumam aparecer esses bichinhos (armários, gavetas, etc). De vez em quando temos que voltar a deitar gotinhas no algodão porque o cheiro desaparece.

20141010-002255.jpg
~ Para além disso, este óleo tem um cheiro muito agradável e refrescante que ajuda a melhorar o astral, o humor e a disposição, baixando os níveis de stress e ansiedade e aumentando a sensação de claridade e paz de espírito. Tal como outros óleos essenciais cítricos, o de citronela é aconselhado a pessoas que estejam a sentir-se em baixo, deprimidas, desanimadas, muito cansadas e com pouca energia.
A maneira mais fácil para tirar partido destes benefícios é deitar umas gotinhas num difusor em casa. Quando saímos de casa podemos deitar umas gotas num lenço de pano e levar connosco no bolso ou mala e inspiramos o perfume do lenço sempre que sentirmos necessidade.

~ No fim de um dia muito cansativo sabe maravilhosamente bem esfregar este óleo na sola dos pés (sempre diluído!). Ajuda a aliviar o cansaço e o stress corporal e mental.

~ Outra opção é deitar 1 ou 2 gotinhas na água do banho para aumentar o bem-estar e boa disposição. Esta também é uma boa maneira de aliviar mau odor corporal porque o seu perfume ajuda a camuflar o cheiro mas também porque ajuda a eliminar toxinas que podem ser as causadores do mau cheiro.

20141010-002414.jpg
~ Há quem use este óleo internamente (eu nunca senti necessidade) para ajudar a desintoxicar e tonificar os órgãos internos, para tratar inflamações internas ou para matar parasitas. Convém ser consumido com cautela e poucas vezes – basta 1 gotinha num copo de água.

~ Outra maneira popular de usar este óleo é para ajudar a baixar a febre ou aliviar dores musculares ou menstruais. Basta usar compressas com 1 ou 2 gotinhas e colocar na zona do corpo afectada. Eu não sofro desses males por isso não vos posso dizer se o efeito é muito rápido ou não.

Os óleos essenciais devem ser utilizados com cautela e em poucas quantidades. Convém apostar na qualidade e comprar óleos aromaterapêuticos (e não cosméticos), biológicos e puros, sem outros ingredientes adicionados.
Devem ser guardados SEMPRE em recipientes fechados de vidro e NUNCA em recipientes de plástico.
Este óleo é desaconselhado a grávidas e crianças muito pequenas.20141010-002336.jpgEnglish:

This essential oil is part of my “home kit” and I use it quite frequently. It’s made from a plant with a lovely fresh scent that reminds me of lemons and it is antiseptic, anti fungal and anti-inflammatory, like other essential oils. But it’s most famous for being a natural repellent of insects and bad energy.

~ I usually put a few drops on the diffuser and it’s enough to shift the energy around my home and send away the mosquitoes. It doesn’t actually kill insects but it makes them fly away through the open windows.
I love living in a house with windows wide open, regardless of being summer, winter, day or night. I need to feel the wind touching all corners of my home, renewing the energy that builds up inside. I feel better when I notice the air within the rooms being pushed by Nature’s force, generating new life inside closed doors. But this also means that I get a lot of insects indoors, specially around sunset or at night and that’s when I use the diffuser.

~ We can also use it in our skin to protect us from mosquito bites outdoors. Just like oregano essential oil, we should never apply this oil before mixing it with a vegetable base oil (like jojoba oil, almond oil, coconut oil and so on). If we don’t dilute it first, the skin may get very irritated or even burnt.
Just mix 1 drop of citronella oil with 1 teaspoon of base oil and than rubb it in your skin areas that are vulnerable to mosquito bites.

~ And we can also use it to repell moths around the house. The most common way to do this is to apply 1 or 2 drops of oil in a cotton ball and place it where you find those bugs (closets, cupboards, etc). We must reapply the oil every so often because the scent will disappear after a while.
~ Besides being a good repellent, this oil has a wonderful refreshing scent that helps to improve our general mood and humour, lowering stress and anxiety levels and increasing mind clarity and peace of mind. Just like other citric oils, citronella is beneficial to anyone feeling down, depressed, in a bad mood, with low levels of energy or just very tired. The easiest way to benefit from this is to put a few drops in a diffuser in your house.
A good way of using it outdoors is to place a few drops of oil in a cotton or linen handkerchief and inhale whenever you feel the need.

~ At the end of an exausting day it feels wonderful to rubb a few drops of this oil on the bottom of the feet (always dilluted!). It will relieve your tired and stressed body and mind.

~ Another option to feel energized and in a better mood is to place a few drops of oil in the bath water. This is also a good idea to decrease bad body odour because the scent of the oil dissimulates other scents and it also helps to release body toxins that may be causing the bad odour.

20141010-002538.jpg
~ Some people take this oil internally but I have never felt the need to do so. It’s usually done to help detoxify and tone internal organs, heal internal inflammation or kill worms. It should be done with caution and not very often. Just add 1 drop of oil to a glass of water and drink it.

~ Other popular ways of using citronella oil is to lower fever temperatures or ease muscular or menstrual cramps. Just add 1 or 2 drops to a compress and apply at the affected area. I don’t get any of those issues so I can’t really tell you how effective this is.

All essential oils should be used with caution and in small quantities.
It’s best to go for quality instead of quantity and buy organic aromatherapeutic oils (and not cosmetic) 100% pure without other ingredients.
Essential oils must be kept in glass bottles ALWAYS and NEVER in plastic ones.
This oil is not advised for pregnant women and small children.

20141010-002433.jpg


4 Comments

Oregano oil, natural antibiotic! ~ Óleo de oregãos, antibiótico natural!

20140810-194044.jpg
(Please scroll down for english version)

Eu não tomo medicamentos há muitos anos e já nem consigo dizer com exactidão quando é que tomei um antibiótico pela última vez. Desde que me tornei vegana é raro ficar doente e o pior que me acontece é uma constipaçãozita anual. Nessas alturas uso óleo essencial de oregãos e tomo chá com limão e gengibre. Mais nada! E resulta. O óleo essencial de orégãos tem dois componentes muito poderosos chamados carvacrol e thymol que têm acção anti-bacteriana, anti-microbiana, anti-viral e anti-fúngica. Por isso mesmo este óleo é usado no tratamento de muitos tipos de infecções.
Quando me sinto a ficar doente, costumo deitar 1 ou 2 gotinhas num copo de água e bebo diariamente durante alguns dias.
Há quem prefira deitar as gotas directamente na boca, debaixo da língua, bebendo a água logo a seguir. Se tiverem alguma infecção na boca ou na garganta vai arder mas é bom sinal.
Este método é indicado para tratar constipações, sinusite, alergias, gengivite, garganta inflamada, parasitas internos, infecções fúngicas como candidíase, etc. Também é usado por muita gente como prevenção para evitar ficar doente quando passam muito tempo em locais onde a probabilidade de contágio é grande, como hospitais, aviões, casas de banho públicas, etc, etc.
Como é mesmo um antibiótico natural convém não ingerir muito nem durante muitos dias porque afecta a flora intestinal. Se tiverem que tomar durante muito tempo ou em grande quantidade, convém tomar probióticos para ajudar a equilibrar os intestinos.
Outra maneira de utilizar este óleo é aplicando na pele, desde que seja sempre misturado num óleo vegetal base (óleo de côco, de amêndoas doces, azeite, etc). Nunca se deve aplicar óleo essencial de oregãos directamente na pele sem antes fazer esta mistura e o aconselhado é juntar 1 gota de óleo essencial a uma colher de chá de óleo base. Para as crianças deve-se juntar ainda mais óleo base.

20140810-194153.jpg
Como não tem um perfume muito agradável, normalmente esfrega-se na sola dos pés e depois tapa-se com meias, antes de ir dormir. É um método muito praticado com crianças constipadas ou para quem precise de fortalecer o sistema imunitário. Também ajuda a tratar problemas de pele como acne, pé de atleta, fungos ou micoses nas unhas dos pés, etc.
Esfregar no peito é uma opção para quem está com infecções respiratórias ou nos pulmões.
Há quem deite umas gotinhas à água do banho para fazer inalações e também se pode usar na confecção da comida.
Não é comum mas também se pode usar num difusor mas preparem-se para ficar com a casa toda a cheirar a comida italiana. ;) Convém não abusar desde método porque o cheiro é muito forte e pode incomodar algumas pessoas com vias respiratórias mais sensíveis.
As grávidas não devem usar este óleo essencial, assim como quem é alérgico a oregãos. As informações são um pouco contraditórias no que toca aos bebés, apesar de haver muitas mães que o façam em crianças desde os 6 meses. Quanto às crianças é consensual que não há problema em utilizar desde que seguindo as regras que já mencionei.
Como já tinha dito aqui, os óleos essenciais devem ser sempre biológicos, 100% (ou puros) sem outros ingredientes adicionados e de qualidade terapêutica (ao contrário dos óleos cosméticos) e devem ser guardados sempre em recipientes de vidro e nunca de plástico. Por fim, devem verificar se o óleo que adquirem é da espécie “origanum vulgare”.

20140810-194318.jpg
English:

I haven’t taken any medication in many years and I can’t even recall the last time I took an antibiotic. Every since I became vegan I stopped getting sick and the worst thing that usually happens to me is a cold once a year or so. At those times I take oregano essential oil and some lemon and ginger tea. And that’s it! And it really works.
Oregano essential oil has two powerful components called carvacrol and thymol that are anti-bacterial, anti-microbial, anti-viral and anti-fungal. That’s why this oil is used to treat so many different ailments and infections.
When I start feeling sick I take 1 or 2 drops of oil with a glass of water daily for a few days. Some people prefer to put the drops directly in the mouth under the tongue and drink the water afterwards. When there’s infection in the mouth or throat it will sting you but it’s worth enduring.
This method is used for treating colds, sinus infection, allergies, sore throat, internal parasites, fungal infections like candida, etc.
It’s also commonly used as prevention for people who spend a lot of time in places where transmission of diseases is high like hospitals, planes, public bathrooms and so on.
And because it really is a natural antibiotic you shouldn’t take a lot of it or it may upset the bowels. If you must take it for long periods or high quantities you should also take probiotics to help balance intestinal health.
Another way to use this oil is rubbing it on the skin, but we must dilute it in a base oil (like coconut oil, almond oil, olive oil, etc). You should never apply oregano oil before doing this and the advised ratio is usually 1 drop of oregano oil with 1 teaspoon with base oil. If you want to use it on children dilute even more.

20140810-194129.jpg
The scent isn’t the most pleasant so most people rub it on the soles of the feet and cover them in socks, right before going to sleep. This is a very popular method for treating children with colds or people with weak immune systems.
It also works on a lot of skin problems like acne, athletes foot, toenail fungus, ringworm, etc.
Rubbing it on the chest is a good option for respiratory or lung infections. Some people add a few drops to the water when taking a bath and make steam inhalations. It can also be used to season food.
It’s not very common but you can use oregano oil in a diffuser but your house will smell like italian food for a couple of days. ;)
This method shouldn’t be over used as some people can be more sensitive and their respiratory track may get upset.
This oil shouldn’t be used in any way by pregnant women or anyone allergic to oregano. Information regarding using it on babies is a bit contradictory but a lot of moms use it regularly on 6 month old babies or older. It’s consensual that it’s safe for children as long as the rules I’ve mentioned before are always respected.
Like I have said here, you should always get organic essential oils with no other added ingredients (pure or 100%) and choose therapeutical grade oils (instead of cosmetic oils). Keep it in a closed glass container and never in plastic ones. Finally, make sure you get oregano oil from the “origanum vulgare” species.

20140819-160039.jpg


Leave a comment

Easy, natural and amazing homemade scrub! ~ Esfoliante caseiro fácil, natural e fabuloso!

20140717-234340.jpg
(Please scroll down for english version)

Já tinha mencionado aqui que costumo usar produtos da cozinha na minha rotina de beleza e higiene.
Para fazer este esfoliante uso bicarbonato de sódio e resulta muito bem. O bicarbonato retira a sujidade da pele, as células mortas e também ajuda a limpar os pontos negros. É fácil de fazer, muito suave para a pele e fica baratíssimo.
Costumo fazer mais ou menos 1 vez por semana enquanto tomo duche e é fantástico. Só precisam de 3 ingredientes e já está!

Ingredientes:
– 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio
– 1/2 colher de sopa com água
– 1 gota de óleo essencial
100% puro e biológico de alfazema (é óptimo para a pele – leiam mais aqui) ou de árvore do chá.

Instruções:
Junto tudo numa taça ou numa das minha mãos e misturo bem com um dedo até ficar uma pasta. Depois espalho a pasta na cara e, usando os dedos, faço movimentos em círculos pelo rosto todo (evitando os olhos, claro) esfregando muito suavemente. Costumo fazer isto durante uns 20 ou 30 segundos. Depois lavo muito bem a pele com água fria para fechar os poros.
De vez em quando também uso este exfoliante no resto do corpo e se o quiserem fazer, basta aumentar a quantidade dos 3 ingredientes.
Experimentem! ;)

20140718-000340.jpg
English:
I have mentioned before that I like using kitchen products in my beauty and hygiene routine.
For this scrub I use baking soda and it works wonderfully. Baking soda removes dirt and dead cells from the skin and even improves blackheads.
It’s easy to put together, it’s gentle for the skin and it’s super cheap!
I usually use this to exfoliate my face about once a week, while I’m in the shower and it’s great.
You only need 3 ingredients to make this and that’s it!

Ingredients:
– 1 tablespoon with baking soda
– 1/2 tablespoon with water
– 1 drop of organic Lavender essential oil (it’s great for the skin – read more here) or Tea Tree essential oil.

Directions:
I put everything together in a tiny bowl or in my hand and mix it with a finger until I get a paste. Then I apply the paste to my whole face and rub it very gently with my fingers in a circular motion (avoidind the eyes, of course).
I do this for about 20 or 30 seconds and after that I wash my face with cold water to close the pores.
Every once in a while I also use this scrub on my body and you can easily do it by increasing the quantities of the 3 ingredients.
Give it a try! ;)

20140718-003408.jpg


2 Comments

Lavender, the best essential oil ~ Alfazema, o melhor óleo essencial

20141010-004842.jpg
(Please scroll down for english version)

Nos últimos anos reduzi imenso a quantidade de produtos que uso no dia-a-dia, principalmente os que entram em contacto com a pele. Queria simplificar a minha vida, evitar químicos esquisitos, ser uma consumidora mais ecológica e obviamente poupar dinheiro (quem é que não quer, não é?!).

Entretanto acabei por descobrir outros produtos naturais que se tornaram imprescindíveis para o meu bem-estar e que antigamente nunca tinha usado. É o caso dos óleos essenciais! Já tinha ouvido falar mas não sabia nada sobre o assunto e nunca tinha experimentado. Agora tenho uma paixão por óleos essenciais e uso-os diariamente. Estou constantemente a descobrir novas essências e novas maneiras de os usar.

É impressionante como algo tão simples e tão pequenino pode ter um impacto tão grande na nossa vida e na nossa saúde. Hoje vou falar sobre um dos meus preferidos que é o de lavanda/alfazema (o nome varia consoante a marca).

20141010-005031.jpg
Eu adoro tudo o que tem a ver com alfazema: a planta, a flor, a cor e claro, o cheiro.
É um óleo muitíssimo versátil, tem um cheiro suave e fresco que toda a gente adora e é dos mais baratinhos. Sempre que alguém me pergunta quais os melhores óleos essenciais e qual é que vale mesmo a pena comprar, a minha resposta é: alfazema.

Tenho sempre um frasquinho comigo porque dá mesmo imenso jeito e até uso como perfume quase todos os dias. (Eu também deixei de usar perfume há alguns anos, mas esse tema será aprofundado noutro post em breve. Prometo!)

Basta 1 gotinha de óleo essencial de alfazema na parte interior dos pulsos e/ou na nuca e é o suficiente para substituir qualquer perfume caríssimo.
Aguenta o dia todo e é mesmo delicioso. Eu estou sempre a receber elogios ao meu “perfume” e muita gente me vem perguntar onde comprei ou como é que se chama ;).
Agora deixou de ser segredo!
Para além do cheirinho, a alfazema tem propriedades terapêuticas que só trazem vantagens.

É um anti-séptico (combate infecções), calmante (relaxa o físico e a mente) descongestionante, repele insectos, entre muitas outras coisas.
Pode ser usada para aliviar ou evitar inúmeros problemas que toda a gente conhece bem. Às vezes sinto que seria mais fácil inumerar o que a alfazema não faz em vez de fazer o contrário.

Mas para ficarem com uma ideia, deixo-vos aqui uma pequena lista com os usos mais habituais deste óleo:

~ Combater a ansiedade, diminuir enxaquecas e melhorar a concentração:
Basta deitar algumas gotas num difusor (eu uso um com velinhas, como o da foto). Faço isto imensas vezes por semana e é a única coisa que uso para perfumar a minha casa. Também se pode adicionar umas gotas à água do banho (costumo fazer isso quando dou banho à minha cadela porque ela não é fã de banhos e stressava muito).
Fora de casa, podem deitar 1 ou 2 gotas nos pulsos, têmporas, pés ou na parte do corpo que vos der mais jeito. O efeito calmante é imediato.

~ Anti-insónias:
Podem usar o difusor no quarto ou esfregar 2 gotas nas palmas das mãos e tapar o nariz com as mãos, inspirando profundamente (imediatamente antes de deitar). Naqueles dias muito stressantes também gosto de deitar algumas gotas na almofada mesmo antes de ir para a cama.

~ Contra o acne e dermatites:
Misturar 3 ou 4 gotas em cerca de 10ml de óleo vegetal e aplicar nas áreas afectadas (corpo e rosto).

~ Para aliviar queimaduras, picadas (mosquitos, abelhas, etc), cortes e lesões na pele:
Pôr 1 gota na zona afectada e massajar para desinfectar, parar a comichão, parar de inchar e/ou parar de sangrar.

~ Tratar pele muito seca, gretada ou queimada pelo sol (incluindo lábios, por exemplo):
Esfregar 1 gota na zona afectada.

~ Melhorar problemas respiratórios como alergias/febre dos fenos:
Esfregar 2 gotas nas palmas das mãos e tapar o nariz com as mãos, inspirando profundamente.

~ Para diminuir dores de cólicas: massajar 3 ou 4 gotas na zona da barriga

~ Combater a caspa e melhorar a saúde capilar:
esfregar algumas gotas directamente no couro cabeludo

~ Melhorar dores musculares e cãibras:
deitar 4 a 5 gotas na água quando tomamos banho de imersão

~ Aliviar dores menstruais:
esfregar 3 a 4 gotas na zona inferior do abdómen ou aplicar uma compressa quente com a mesma quantidade de gotas.

~ Quando enjoo nos transportes:
esfregar 1 gota à volta do umbigo ou atrás das orelhas.

20140518-190530.jpg
Os óleos essenciais devem ser usados com cuidado e este é um dos poucos que se pode usar directamente na nossa pele. Mesmo assim, não se deve aplicar grandes quantidades no corpo sem antes o misturar com óleo vegetal como o óleo de côco, amêndoas doces, sésamo, etc.
Convém apostar na qualidade e comprar óleos aromaterapêuticos (e não cosméticos), biológicos e puros, sem outros ingredientes adicionados.

Devem ser guardados SEMPRE em recipientes fechados de vidro e NUNCA em recipientes de plástico. Eu sei que pareço um bocado dramática quando digo isto, mas é mesmo NUNCA! Ok?
Este óleo pode ser usado em grávidas, crianças e bebés. Os efeitos secundários são praticamente inexistentes mas há quem seja alérgico a alfazema.

Experimentem consoante as vossas necessidades e vão ver que também ficam fãs! É maravilhoso!

20140519-131725.jpg

20140518-190638.jpg
English:

A few years ago I ditched a lot of products that I used daily, specially those that came in contact with my skin. I wanted to simplify my life, stay away from weird chemicals, be a more eco-friendly consumer and obviously save some money (who doesn’t want that, right?!)

In the meantime I discovered other natural products that I had never really heard about and now they have become fundamental to my well being- like essential oils! I didn’t really know anything about it and I had never even tried using it before.

Now I’m a really big fan of essential oils and I use one or more every single day. I’m constantly discovering new fragrances and learning news ways to use them. It blows my mind how something so simple and tiny can have such a big influence on our life and health. Today I’m going to talk about one of my favorites – lavender!

20141010-005141.jpg
I love everything about lavender- the plant, the flower, the color and the scent, of course. It’s a super versatile oil, has a fresh fragrance that everyone loves and it’s cheap. When someone asks me which essential oil is worth buying I always answer the same way- lavender!

I carry one tiny bottle with me at all times because it’s so practical and I even use it instead of perfume (I also stop using perfumes a while back, but I’ll talk more about that in another post. I promise!). All I need is 1 drop of lavender essential oil on my wrists and/or the back of my neck. It’s better than a super expensive perfume, believe me. The scent stays all day long and it’s delicious. I get compliments on my “perfume” all the time and sometimes people come to me and ask where I bought it and what’s the brand’s name. Well, it’s no longer a secret!

Besides the wonderful scent, this essential oil also has a lot of therapeutical benefits and that is a big advantage. It is anti-septic (fights infections), calming (relaxes body and mind), decongestant and even keeps insects away, among many other things. It can be used to improve or prevent many issues that everyone knows very well. Sometimes I feel it’s easier to talk about what lavender oil can’t do instead of talking about what it can do!

20140519-003420.jpg
But to give you an idea, here’s a list with some of the most common and practical uses for this oil:

~ Anti-anxiety, improving focus and improving migraines:
Put a few drops in a diffuser (I use one with candles, like the one in the photo). I do this all the time and it’s the only way I add fragrance to my home. You can also add a few drops to your bath water. I do this when I give my dog a bath because she’s not a fan of water and used to stress out a lot. When outdoors you can rub 1 or 2 drops on your wrists, temples, feet or wherever you prefer. The calming effect is immediate.

~ Anti-insomnia:
Use the diffuser in your bedroom or rub 2 drops on your palms, cover your nose with hands and inhale deeply (right before going to bed). I also like putting a few drops on my pillow.

~ To heal acne and dermatitis:
Mix 3 or 4 drops in 10ml of vegetable oil and apply on problem areas (face and body).

~ To heal burns, stings or bites (mosquitos, bees and other bugs), cuts and other skin wounds:
Use 1 drop directly on the affected skin to stop the swelling, stop the bleeding, the itching and also disinfect.

~ Heal chapped, dry or sunburnt skin:
Rub 1 drop on affected area.

~ Improve respiratory problems like allergies/hay fever:
Rub 2 drops on your hands, cover your nose with hands and inhale deeply.

~ Relieve colic pain:
Massage the belly with 3 or 4 drops

~ Heal dandruff and improve overall hair condition:
Rub a few drops directly on the scalp.

~ Relieve muscle pain:
Mix 4 or 5 drops with bath water.

~ Relieve menstrual cramps:
Rub 3 or 4 drops on lower abdominal area.

~ Heal motion sickness:
Rub 1 drop around your navel or behind your ears.

Essential oils should be used with caution and lavender is one of the few we can use directly on our skin. But you should never use large amounts without mixing it first in a vegetable oil like coconut oil, almond oil, sesame oil and so on. It’s best to go for quality instead of quantity and buy organic aromatherapeutic oils (and not cosmetic) 100% pure without other ingredients.

Essential oils must be kept ALWAYS in glass bottles and NEVER in plastic ones. I know I sound very dramatic when I say this, but NEVER really means NEVER! Ok? This oil can be safely used by pregnant women, children and babies. The side effects are virtually non-existent but some people are allergic to lavender.

Try using it according to your personal needs and I bet you’ll love it too! It’s really wonderful!